Páginas

Total de visualizações de página

domingo, 18 de dezembro de 2011

Festival da Cerveja 2011 - + Belgas

Fim de semana de novo. Uma semana antes do Natal e uma passada nos mercados para as compras de Natal. Duas Cervejas Belgas:  Uma dela é Kriek Boon.  É uma receita feita com o blend de Lambics jovens e envelhecidas, sendo ainda maturada em tonéis de carvalho.

A Kriek Boon é uma cerveja de belíssima coloração vermelha, paladar ácido-doce, com boa formação de espuma, 4% de teor alcoólico e autêntico sabor de cerejas. Suas garrafas são fechadas com rolhas de champagne. Em 2005, foi vencedora da medalha de ouro do prestigioso concurso Monde Selection da Bélgica. Paladares brasileiros acostumados com a Skol não vão apreciar mesmo.

A outra belga, também apreciada neste final de semana, Palm Royale. Essa belgian ale tem um leve aroma de banana (não é tão forte quanto a Weizen da Bamberg, tem que prestar atenção), mas o que mais aparece é o malte. A espuma de cor creme é muito densa, lembrando a Leffe Bonde na sua formação e, apesar da cor dourada, não percebi nada muito torrado no sabor (o que ajuda a dar essa cor à breja). A presença do lúpulo está no final amargo que essa ale tem.

Segundo a informação no rótulo a cerveja termina de fermentar na garrafa, mas não vi sedimentos (posso estar enganado, mas eu sempre achei que fermentada na garrafa deveria ter algum sedimento), enfim… Ela tem 7,5% ABV.  Paguei R$ 8,00 numa long neck. Sinceramente? Não vale a pena, algumas micros nacionais são mais baratas e mais legais que essa belga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário: