Páginas

Total de visualizações de página

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Viagem .... Parauapebas


Malas às costas caminhamos por dentro da classe executiva, passamos pelo vagão dos "PNEs" até encontrar a saída e ai nos misturamos à multidão que sai do trem com destino à Estação. Naturalmente temos que esperar o trafego humano. Olho a longa composição pela ultima vez deixando o trem estacionado na lembrança...

Centenas de carros, ônibus, vans e motos esperam os cerca de 1000 passageiros que desembarcam dentro da estação que fica, nada mais, nada menos do que dentro de um acampamento dos Sem Terra chamado Palmares. Mas a noite tudo parece cidade. No carro sou informado de que a cidade de Marabá mesmo fica a 10 km da estação. São 00,45h da manha do dia 22/01. Terminamos a viagem.

Parauapebas encontra-se a cerca de 700 km de Belém, no Pará. Com cerca de 90 mil habitantes, a cidade é composta por pessoas vindas de diferentes partes do Brasil. São maranhenses, goianos, tocantinenses, mineiros, gaúchos, paulistas, capixabas etc. que migraram para a região em busca de trabalho e de uma vida melhor.

Cercado por serras de minério de ferro, o município abriga um dos maiores empreendimentos minerais do mundo, o Projeto Carajás, desenvolvido pela Companhia Vale do Rio Doce. A exploração de manganês, níquel, cobre, estanho, alumínio e ouro é outra atividade importante para a economia local e nacional.

O município, onde está localizada a maior província mineral do mundo, Carajás, transformou-se, em razão da execução de projetos e obras estruturantes, num dos mais atrativos do Estado para investimentos privados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário: