Páginas

Total de visualizações de página

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Choque Cultural



Nas ruas, outro choque cultural: os carros, quando não há sinal de pedestre, páram para que estes façam travessia. Os locais chegam a abusar dessa gentileza e praticamente se atiram na faixa, sem sequer olhar para a via, tamanha sua certeza de que não serão atropelados. Cheguei a ver um carro que vinha em velocidade e fez uma brusca redução de marcha e frenagem para permitir a travessia de um pedestre. Neste caso, o pedestre era eu, que, brasileiramente, estava parado na calçada, aguardando o carro passar.

Caminhar pelas ruas de Lausanne é um deleite para os apreciadores de arquitetura. Os prédios com aparência medieval (ok, sou um leigo e devo estar chamando de medieval diversos tipos distintos de arquitetura) estão por toda parte. Neles, convivem o moderno pois são prédios onde se instalam restaurantes, mercados, lojas, agências bancárias e cadeias de fast-food. Acho que vi os mais bonitos McDonald's por aqui.

Os Suíços são discretos e educados. Falam baixo nos restaurantes, nos ônibus, nas ruas. Acreditam que o volume de voz deve ser apenas o necessário para que seu interlocutor o ouça, deixando o hábito de narrar histórias em volume de oratória para multidões apenas para os mais "latinos", como Brasileiros e Italianos que circundam por aqui. E também os Portugueses, que estão por aqui aos montes. É, de fato, muito comum ser atendido por garçons e garçonetes portugueses, que nos socorrem em nossa língua pátria quando nos encontram enroscados num "je prend un coca zero sin limón, si vous plaits..." ou num "que est que c'est...".

Em Lausanne e na maioria das cidades dos cantões franceses e alemães é muito comum que falem o Inglês. E, diferentemente dos Franceses, se são capazes de falar inglês, são muito solícitos mesmo que você não os aborde dizendo "pardon, parle vous anglaise?".

Segurança é uma certeza neste país. Por sinal, aos poucos vêm chegando muitos Brasileiros a Lausanne e seus vilarejos vizinhos - St. Prex, Morges, Pully, Lutry, Allaman, dentre outros. Isso por conta de empresas que têm escritórios nos arredores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário: